Facebook YouTube Twitter
Linhas

Informação Útil

Vitíligo

O Vitíligo é mais uma das doenças de pele de etiologia desconhecida sabendo-se únicamente que há uma predisposição genética (além dos casos “de novo”) e que existem fenómenos de auto-imunidade envolvidos na sua etiopatogenia.
Sabe-se, também, que as pessoas predispostas e, à semelhança do que sucede com outras Dermatoses os traumas emocionais poderão actuar como factores desencadeantes!


VITÍLIGO - Lesões das pernas


Manifestações clinícas:
As lesões típicas do Vitíligo são constituídas por máculas (manchas) de côr branca, com limites bem definidos, de dimensão e número variável que se localizam na face, membros (extremidades), genitais, cotovelos, joelhos, mas que poderão abranger quase todo o tegumento cutâneo! Quando atingem áreas com pêlo estes, tornam-se brancos. Estas lesões maculares de côr branca devem-se à diminuição ou ausência de melanocitos (as celulas que são responsáveis pela coloração da nossa pele).


VITÍLIGO - Lesões da face e pescoço


É impossível prever a evolução do Vitíligo pois tudo pode acontecer: desde a evolução natural surgindo novas áreas do corpo “atingidas”, à regressão total das lesões ou, à estabilização das mesmas. Assim, o médico Dermatologista, apesar de sempre muito pressionado pelos pacientes que o procuram com esta patologia para prever o curso da mesma, não o poderá fazer nunca!
O Vitíligo causa ansiedade de grau variável nas pessoas por ele atingidas, e, sobretudo, nos pais de crianças e adolescentes com este tipo de patologia. Essa ansiedade, não só dos próprios como dos pais, sabe-se hoje, tem um efeito negativo no curso da doença.


VITÍLIGO - Lesões do pénis.


Terapêutica:

Era hábito antigamente (e, infelizmente ainda hoje, nalguns casos) os Dermatologistas dizerem aos pacientes com Vitíligo que a sua doença não tinha cura! 

O Vitíligo é uma doença dificil de tratar, com percentagens de cura variáveis mas, hoje, temos meios à nossa disposição que nos permitem obter resultados bastante satisfatórios!!

As lesões mais dificeis de tratar são sem dúvida as lesões dos membros e, nestas, quanto mais distais, mais dificil será obter a cura! As lesões da face são as de mais fácil tratamento, felizmente!!

O tratamento varia, lógicamente, de caso para caso. As lesões muito numerosas e muito extensas obrigam ao recurso a fototerapia. As lesões mais limitadas podem ser tratadas com grande sucesso com os Imunomoduladores tópicos sendo o Tacrolimus® a substância mais eficaz. Além do tratamento própriamente dito, utilizar-se-á ainda terapêutica adjuvante com o ácido lipoico (anti-oxidante) e os Betacarotenos nos meses de maior incidência de Uvs para além evidentemente dos “Protectores Solares”.
Não esquecer que apesar de o Vitíligo ser uma situação benigna pode causar alterações psicológicas graves pelo que deverá ser sempre avaliada a necessidade de recurso a apoio psicológico quer dos pacientes quer dos pais.


VITÍLIGO - Lesões extensas da face


VITÍLIGO - Aspecto ao fim de quatro meses de tratamento


VITÍLIGO - Recuperação total ao fim de um ano de tratamento


VITÍLIGO – Progressão do tratamento


VITÍLIGO - Lesões limitadas da regiao peri - oral, antes e após tratamento

« voltar

© 2018, CLINICA LASER DE BELEM, Todos os direitos reservados. HBRdesign