Facebook YouTube Twitter
Linhas

Ginecologia  | Corpo Clinico

silhueta-02

Drª Claúdia Araújo

Ginecologia

ver informação completa Ver informação completa

silhueta-02

Drª Claúdia Araújo

Ginecologia



« voltar

Referencias

Ginecologia - especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento de doenças do sistema reprodutor feminino, útero, vagina e ovários.

 O médico ginecologista tem por função esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do seu corpo em relação à ginecologia e dar diagnósticos sobre problemas de menstruação, dores, anticoncepcionais, problemas hormonais, e a gravidez. É realizado vários exames tais como o  Papanicolau/Citologia e exames ginecológicos gerais.

A Ginecologia é o ramo da medicina particularmente dirigido para a saúde do sistema reprodutor feminino e cuida da mulher durante a gravidez, parto e o período de recuperação após o parto.

As áreas de especialização são:

Ecografia pélvica -  é um exame indolor, no qual é utilizado uma pequena sonda que contacta com a parede pélvica, dirigindo as ondas de som através de movimentos suaves para obtenção de imagens dos órgãos internos, nomeadamente o endométrio, útero, ovários. É necessário ter a bexiga cheia para que haja janela acústica, a qual permite aos ultra-sons atravessarem a bexiga possibilitando a visualização do útero sem interposição de ar.

Ecografia 3D/4D – Estudo Fetal - É uma técnica moderna, que emprega ondas sonoras não captadas pelo ouvido humano, os ultra-sons, o que permite uma reconstituição mais fiel e mais nítida da imagem do feto.

Na sua forma bidimensional esta técnica necessita de conhecimento especializado para recolher a informação para análise imediata ou posterior e deve ser o médico a manipular este dispositivo.

Esta técnica tem vantagens, em relação à ecografia convencional, pois em áreas delicadas como os diagnóstico pré-natal, permite mais facilmente descobrir malformações externas e o grau em que estas afectam o feto, através do screening de doenças cromossómicas e genéticas.

A ecografia a três dimensões permite ainda ver o esqueleto do feto, tornando transparente a pele e possibilitando detectar problemas de coluna; mostra ainda os ossos do crânio do bebé, e em detalhe podemos ver os traços da cabeça e o rosto.

É evidente que as ecografias a três dimensões não substituem as ecografias convencionais, sendo um bom complemento.

Nos casos de diagnóstico de órgãos em movimento, a ecografia a três dimensões não funciona porque não pode captá-los.

No caso dos fetos, muitos dizem que a técnica está dependente do comportamento do feto, já que quando este se mexe, não é possível captar a imagem.

Por vezes, a mãe tem de suster a respiração porque, o mais pequeno movimento distorce a imagem e é preciso que o bebé se encontre virado com o rosto para a frente. Para finalizar, outra condição importante para captar uma boa imagem é a existência de líquido amniótico suficiente.

 

© 2018, CLINICA LASER DE BELEM, Todos os direitos reservados. HBRdesign